Notícias

Citibank condenado como litigante de má-fé por possuir politica de alinhamento entre testemunhas e prepostos

22/11/2016 Direito do Trabalho

Trata-se de decisão proferida pela 2ª Turma do TRT da 4ª região que reconheceu que o Banco não estava comprometido com a verdade dos fatos, mas com a versão que lhe era mais favorável.

Os desembargadores verificaram que a documentação referida na prova pericial contém instruções destinadas a garantir a exposição em juízo não da verdade dos fatos, mas da versão mais favorável ao empregador e concluíram que o Banco adota a prática institucionalizada de promover o "alinhamento" dos depoimentos de testemunhas e prepostos, prática notadamente destinada a obstar o conhecimento, pelo Judiciário, das verdade dos fatos, o que deve ser reprimido pela aplicação da sanção prevista em lei.

Decisão proferida no processo 0020329-56.2013.5.04.0029, da mesma cabe recurso.

Fonte: TRT da 4ª Região

Voltar para notícias