Notícias

Juiz determina que Banco Fibra retifique CTPS de empregada contratada pela GVI Promotora

11/11/2016 Direito do Trabalho

A autora foi contratada pela GVI, tendo sido posteriormente transferida para a Credifibra e finalmente Banco Fibra. A prova colhida nos autos demonstra que a autora, na execução de seu trabalho, se apresentava aos clientes como representante do Banco. Ainda, quando da transferência formal do contrato para o Banco, sequer houve mudanças de ambiente físico, local da prestação de serviços.

Tem-se pelo conjunto probatório dos autos que o trabalho da demandante consistia na realização de serviços próprios e específicos da instituição bancária em toda a contratualidade.

Fonte: MCK Advogados

Voltar para notícias