Notícias

Tribunal confirma terceirização ilícita entre Zanc e Itaú

31/10/2016 Direito do Trabalho

As atividades desenvolvidas pelo autor, eram de cobrança de créditos do banco Itaú junto a clientes em geral, tendo em vista que este não possui um setor de cobranças extrajudiciais. Essas atividades eram executadas pela Zanc Assessoria de Cobranças ou outras empresas do ramo.

Ademais, o autor obteve treinamento com material oferecido pelo banco, que inclusive enviava funcionários nas dependências da Zanc para fiscalizar o trabalho dos negociadores, assim como o número de ligações. O autor também utilizava o sistema de cobrança do banco.

A conclusão não poderia ser distinta. Ao admitir-se a terceirização deste importante setor da atividade bancária, setor de cobranças, estariam definitivamente abertas as portas do completo esvaziamento das atividades essenciais de um banco.

Processo nº 0020179-52-2015-5-04-014. Da decisão, cabe reforma.

Fonte: MCK Advogados

Voltar para notícias